Tuesday, December 4, 2007

Morroko whatever

Abriu recentemente uma coisa chamada (acho eu) Morroko Café/Bar/Restaurante na zona da expo, que como o próprio nome indica, pretende ser um café/bar/restaurante tipicamente marroquino (dançarina do ventre incluida).

Por força das circunstâncias lá se testou este novo espaço, no qual muitos dos presentes depositaram grandes expectativas neste lugar.


Enumerando todos os items e com isto chegar a uma classificação é completamente injusto até porque o driveIn do Macdonads de Chelas consegue ser bem mais interessante do que esta coisa que me dou ao trabalho de criticar, no entanto aqui vai:

Espaço
-
Lavar as janelinhas hummm? não seria uma boa ideia?...Tá bom em Marrocos ninguém as lava...certo!;
- Decoração tão colorida que parece que entramos num cenário da Floribela;
- Equipamentos de primeira...desconfio que aquelas loiças e moveis estão à venda naquelas lojas dos 3€...ali prós lados do Martim Moniz...numa cave...

Serviço
-
A microementa deixa muito a desejar;
- àhhhh é verdade...metade das coisas que estão na ementa não existem...
- Os empregados/senhores que servem à mesa ou qualquer coisa que queiram chamar é do melhor:
- em aconselhamento: "Uma azeitona...isso é muito para uma pessoa!"
- em rapidez: as 13 pessoas em media foram servidas com um delay de 10 minutos
- em simpatia: "já pediu o chá 15 vezes mas como ainda não disse para qtas pessoas e eu sou tão burro que não vou perguntar eu não vou trazer"
- em nada: "Eu: Podia trazer a conta" ---> "Empregado: Sim claro mas como é que eu faço?"
- A senhora da espada na cabeça, imitando a dança do ventre, estava perfeita, não fosse os 3 minutos e 10 segundos que se esforçou por se abanar

Comida
-
tostas de queijo e fiambre maravilhosas (tipo pão + queijo/fiambre), afinal a "tosta" é tipicamente marroquina e eu não sabia;
- cúscús de frango...delicioso...maravilhoso....ainda bem que não comi, mas prometo que para a próxima levo o cão do meu vizinho de cima, que obviamente mereçe ser exterminado;


Passando a critica negativa, não existe classificação possivel para esta coisa a não ser...esqueçam lá isso, no caso de dúvidas recorram ao MacDonalds/Telepizza ou qualquer outro restaurante de plástico que pelo menos serão bem servidos.

Se isto é um restaurante Marroquino...as omoletas que eu faço em casa são egipcias e afinal eu sou um grande cozinheiro.


Thursday, November 29, 2007

Brilhante ideia....

Ontem a caminho de casa em plena A5, fiquei surpreendido pela negativa quando no placard informativo que normalmente costuma dizer algo do tipo "Transito Lento saida da Linda-a-Velha" tinha a brilhante mensagem:

"28/11 - 89 Mortos - Use o cinto de segurança"

Ora bem, penso que estes placards informativos tem o objectivo de auxiliar o condutor, informando-o de todas as "eventualidades" que possivelmente se irá deparar no seu trajecto, logo penso que esta informação não tem relevância nenhuma a não ser distrair os mesmos.

Penso também que certamente haverá uma justificação por detrás desta mensagem, que terá a ver com a sensibilização dos condutores blah blah blah....mas num placard destes continuo a achar que não faz sentido nenhum.

Por este andar qualquer diz em pleno auto-estrada teremos nestes placards algo semelhante aos rodapés dos telejornais:

"28/11 - Para fazer omoletes - compre ovos"
"28/11 - À mar e mar à ir e voltar"
"28/11 - 3.000 mortos - Não mande aviões contra edificios"
"28/11 - 240 mortos - Não detone bombas em aviões"

Tuesday, November 27, 2007

E foi assim...

Para hoje tivemos:

- Uma encomenda com portes cobrados x 5
- Uma que vai adoptar
- Uma que está "ai ai ai ... tou esquisita"
- O produto sem stock
- O produto com stock
- O produto com stock mas não vai
- O produto sem stock que vai
- O produto que vai mas ninguem pediu
- O produto que pediu mas não foi
- O telefone que não funciona
- O telefone que funciona mas ninguém atende
- Alguem que atende mas ninguem telefonou
- O fax que desapareceu
- O fax que nunca desapareceu afinal apareceu
- A encomenda que chegou em duplicado
- O IVA foi cobrado em duplicado
- O duplicado da factura está errado
- O plafond que bloqueia
- O plafond afinal já não bloqueia
- O ORÇAMENTO PARA FAZER...
- ...que afinal demorou 2 minutos e 15 segundos
- O mega monstruoso pedido do Hiper...
- ...que afinal demorou 3 minutos e 27 segundos a fazer
- O ficheiro que está mal
- Afinal não estava...
- A declaração que não chegou
- Afinal não é preciso declaração
- O artigo não passou
- Já passou quando se clica no botaneco
- A sala está quente...
- A sala está fria...
- Isto não é uma sala...
- As obras não andam
- Doi-me um dente...
- Marquei consulta mas ninguem atendeu
- Factura da TMN= 1800€
- afinal não...eram só 21€

Xiça...e para finalizar não me posso esqueçer que tenho que comprar sumos prós putos.

Friday, November 9, 2007

.

QUE PORRA DE DIA!

Wednesday, November 7, 2007

Definições

Provedor do Cliente
A figura do Provedor do Cliente, tem como objectivo a resolução, de forma mais rápida e económica, de quaisquer conflitos suscitados na prestação de serviços e aos seus clientes.

Trata-se de um órgão independente, cuja principal função é defender e promover os direitos e interesses legítimos dos cidadãos utilizadores dos serviços, conseguindo uma maior dignificação destas junto do público em geral.


Coitado/Coitadinho

Do latim coactus + o prefixo 'ado'
Há quem afirme que esta palavra teria sido um termo empregado no Brasil séculos atrás quando um indivíduo do sexo masculino era violentado sexualmente.



Afinal bate tudo certo...tá ok...coitados!

Friday, October 26, 2007

Estranho

Passei a semana inteira com o cheiro a natal no nariz.

será possivel o natal ter cheiro?

Thursday, October 25, 2007

My Ecologic Footprint


CATEGORIA / HECTARES GLOBAIS
ALIMENTAÇÃO 1.3
MOBILIDADE E TRANSPORTES 1.2
HABITAÇÃO 0.4
BENS DE CONSUMO E SERVIÇOS 2.1
VALOR TOTAL DA PEGADA 5


COMO TERMO DE COMPARAÇÃO, A PEGADA ECOLÓGICA MÉDIA NO SEU PAÍS É 4.5 HECTARES GLOBAIS POR PESSOA.

MUNDIALMENTE, EXISTEM 1.8 HECTARES GLOBAIS DE ÁREA BIOLOGICAMENTE PRODUTIVA POR PESSOA.

SE TODOS TIVÉSSEMOS UMA PEGADA ECOLÓGICA SEMELHANTE À SUA, IRÍAMOS PRECISAR DE 2.8 PLANETAS TERRA.

Aconselho que façam o teste em www.earthday.net e para todos os fumadores sugiro o download do protocolo de Quioto, onde estão definidos os limites de emissão de CO2, contribuindo assim para um planeta mais limpo(inho).

Tuesday, October 23, 2007

Se há...

Se há coisas que me lixam e que me incomodam são aquelas que estão directamente associadas à prepotência das pessoas e à imagem (ou falta dela) que pretendem passar ou "martelar" em tudo o que os rodeia.

Em tempos, conheci uma pessoa que pensava que o mundo girava à volta dela, pensava também que a envagelização macabra que transpirava seria a regra fundamentalista e linha de vida para todos os "fieis" ouvintes...felizmente a coisa veio a mudar.

É certo que gostamos de acreditar em determinadas linhas que nos guiam e nos ajudam a compreender os outros, mas também é certo que os outros não são obrigados a partilhar parvoices egoistas que apenas se aplicam a um conjunto limitado de pessoas limitadas com alguma limitação em perceber onde termina o limite.

A limitação egoista e aparvalhada realmente incomoda e incomada mais quando começa a ultrapassar o limite.

Será que a definição "limite da parvoice" consta neste fundamentalismo?

Acho que não...

Wednesday, October 17, 2007

1.º TPC



O B. teve o primeiro TPC...

Monday, October 15, 2007

z z z z


E que tal um joguinho de mikado? ou então às escondidas? não...epa assim de repente...
e se fosse tipo yô-yô? tb não? muito radical...pois eu percebo....


Thursday, October 11, 2007

Bem sei porque gosto...


















Uma estreia da área da publicação e que muito me orgulha.

Já disponivel.

Thursday, October 4, 2007

Hoje ao almoço...

Hoje à hora de almoço, sentou-se ao nosso lado um "casal" de colegas, que entre pernas de franco e um molho estranho, discutiam o que parecia ser a estratégia final de uma mudança e promoção de recursos na empresa onde supostamentes eles trabalham.

Entre as trocas de frases que pareciam descrever uma estratégia bem pensada (na cabeça deles), a frase "Análise de Funções" foi dita sem dúvida umas 500 vezes.

Ora bem...existem estudos ciêntificos que concluem que dizendo muitas vezes "Análise de Funções" pode provocar queimaduras e tonturas, situação esta que estes senhores devem desconhecer, mas é verdade!

Prova disso, é que durante os 5 minutos que estiveram sentados ao nosso lado a falar, mencionando centenas de vezes "Análise de Funções", começei a ficar tonto.

Quando tudo já girava à minha volta e num acto de desesperado para me ir embora, fui obrigado a beber o meu café de uma só vez provocando "as tais" queimaduras que são mencionadas no estudo atrás mencionado.

Meus amigos tenham cuidado com o que dizem.

Thursday, September 20, 2007

quase lá

Estando eu perto de realizar 3 décadas de existência, a revista visão resolveu antecipar-se e utilizar nesta semana, como tema de revista "Ter 30 anos em Portugal".
Acho que no mínimo deviam ter-me oferecido um exemplar da dita revista enquanto leitor assíduo da mesma.
Foi interessante ler um pouco da "história" comum a alguns de nós teve enquanto (leia-se a malta dos 30) gatinhou nos fins da década de 70 e começou a andar na década de 80. Os anos 80 ou como se costuma dizer "os creizis eitis" parecem quase uma designação dada a uma espécie algures identificada na Amazónia, mas não...
Sim é verdade, jogamos ao guelas, tinhamos um Zx spectrum, aturávamos o Marco Paulo, vimos o muro de Berlim a cair, o inicio da guerra do golfo, o incêndio no chiado, o barco "Tolã" eternamente virado no Tejo, leva-mos com a geração rasca, o inicio de duas novas estações de televisão, tivemos os primeiros telemóveis, o inicio da Internet, o Mário Soares Presidente, o Cavaco Silva Ministro e muitos outros desenvolvimentos até chegar aos dias de hoje. Foram tempos "interessantes" que muitos não terão oportunidade de "gozar", isto porque a partir de agora as novidades são outras ou seja as novidades passaram a ser designadas de "upgrades".
Se o tempo voltasse a atrás e utilizássemos as mesmas expressões, com que cara ficariam as pessoas com frases do tipo "Fiquei sem bateria", "vê ai na net" ou a melhor de todas "Estou sem rede"?

Cada década cada moda, senão vejam:
"vou por o lixo lá baixo" --> errado! hoje temos que dizer "vou reciclar já venho"

"não se diz "á-des" " --> errado! hoje temos que dizer à pessoa que diz incorrectamente, de forma a que todas as outras que vivem num raio de 30 kilometros de distância, ou seja bem alto, oiçam que não é "á-des" mas diz "az-de" seguído obviamente de um riso lacónico.
Até porque com esta correcção, quando se diz:
"á-des" me dizer onde é o travão caso contrário podemos cair no precipício"
podemos estar a salvar vidas, caso contrário não se percebe o que é que acabou de ser dito e é precisamente nestes momentos que o "az-de" é importante.

"a renda aumentou" --> errado! euribor! ou seja "a euribor aumentou!

"já te casas-te? " --> errado! a pergunta deverá ser "ainda estás casado?"

"o benfica perdeu!" --> certo! e porquê? porque continua a perder!

...e muitas mais que ficam para daqui a 10 anos.

Sendo este o meu último post da minha passagem pelos "vintes", fica o registo para mais tarde recordar e lembrar um conjunto de baboseiras escritas, numa perspectiva de antecipar os posts sérios e massudos sobre Fernando Pessoa, Ricardo Reis ou Carolina Salgado (espero eu que daqui a muitos anos seja já uma referência literária e de leitura obrigatória) ou qualquer outra coisa do tipo que irei digitar quando estiver na casa dos 90, sentado espero eu, na delegação lunar do Inatel.

Bjs. e Abraços

(Nota para a senhora do gabinete 3: confirma-se que de luz apagada não se ouve mesmo nada!)

Tuesday, September 18, 2007

A digestão

Serei bonzinho demais? Caladinho demais? ou tudo de menos?

Wednesday, September 5, 2007

Sancho?

gostas-te da escola?
ximmmmm

Brincas-te muito?
ximmmmm

Gostas da Maria França?
eu não gosta da Maria Pança!

by C.

No meu emprego...

...tenho pessoas/colegas que se fecham em gabinetes minusculos com a luz apagada e de porta fechada para falarem ao telemóvel.

Como sei que eles lá estão? Porque vejo duas bolas brancas (olhos) no meio da escuridão.

Porque é que eles têm a luz apagada? Acho que é para não se ouvir a conversa.

Estranho não é? é.

Tuesday, September 4, 2007

Inicio de Temporada



Após as férias, começa a nova temporada. Ao bom estilo das series de culto que a nossa "tuvisão" nos porpociona, começa a segunda temporada TwinPack & Swat Team.

Teremos novos cenários e novas aventuras que se esperam divertidas e emocionantes.




Wednesday, August 8, 2007

Flying Kala

Simplesmente brilhante...mas a frase da noite foi:

"Ó pai, se eles cairem perdem não é?"

Há coisas do caraças, não é?

Thursday, July 26, 2007

"barraca de feira com lucro para o dono"

Ontem foram encerrados pelas autoridades Portuguesas vários sites que possibilitavam a troca "ilegal" de ficheiros, sites estes que dispobilizam links permitindo ligações P2P entre os vários utilizadores do mesmo.

Não conhecendo na sua abrangencia a lei que tutela e regulamente esta actividade, restam-me algumas dúvidas acerca da aplicabilidade legal, afinal o problema não está nos sites P2P mas sim nos utilizadores que alimentam os ficheiros, ou seja, na prática estes sites não "alojam" material ilegal, apenas disponibilizam links para que os demais utilizadores consigam aceder aos ficheiros uns dos outros criando assim uma mega rede "Pear-to-Pear".

A designação dada na reportagem da SIC onde é mencionado que estes sites funcionam como "uma barraca de feira com lucro para o dono" não me parece que seja a melhor designação a dar, até porque nestes sites não existe "o lucro" e em nada se assemelham a uma barraca até porque estes sites funcionam com meros apontadores.

É realmente de lamentar que, quer a industria discográfica e restantes não se entendam no que toca a processos "anti-cópia", mas a meu ver penso que até existe algum interesse em que estes conteúdos considerados "ilegais" sejam distribuidos gratuitamente e que as protecções sejam efectivamente fracas numa prespectiva publicitária ou até, no caso do tradicional software, numa prespectiva de testes.

Para todos aqueles que acompanham o fenomeno internet e "pirataria" é também sabido que apesar de se terem "exterminado" alguns sites Portugueses P2P, não deixa de ser uma simples gota no oceano que é absorvida. Relembro que antes de 1995, altura em que em portugal "apareceu" a internet disponibilizada através de ligações dial-up, já existiam redes de computadores onde a prática de troca de ficheiros era já utilizada através das BBS (Bulletim Board Systems) onde era apenas necessário um PC com Modem e uma ligação telefónica.

Já antes de 1995, existiam trocas "ilegais", geradores de numeros de cartões de crédito válidos, scripts para extoirar protecções de software, software para iludir PBX e muito mais, ou seja em 12 anos depois é natural que tudo isto evolua e quando ouvimos dizer nas noticias que andam a ser clonados Multibancos, que são apanhados DVDs copiados na feira xpto (por aqueles senhores da GNR encapuçados que parece que estão numa operação dos fusileiros no Iraque) isto é simplesmente a evolução mas a meu ver surpreendente não é.

Surpreendente é dizer que por exemplo a protecção mega hiper fascinante do windows vista demorou só 2 semanas a ser derrubada, surpreende é perceber que ainda ninguem percebeu que os CDs anti cópia são copiáveis, surpreendente é perceber que as chaves de encryptação dos DVDs, são públicas permitindo a copia dos mesmos, na realidade o problema de hoje da pirataria compara-se mais ou menos com o problema de excesso de velocidade.

Se não se pode andar a mais de 120km/hora, porque é que os carros não vêm já com essa limitação?
Se não se pode partilhar, copiar etc etc, porque é que existe software que trata de derrubar todas essas limitações?

Haverá certamente muitas opiniões acerca deste assunto, no entanto penso que este problema têm que ser resolvido como medida preventiva e não correctiva.

Como conclusão o problema não está na "barraca de feira com lucro para o dono" mas sim no possivel interesse que as industrias têm na partilha destes conteudos, ou seja dizer que se fechou meia dúzia de sites P2P ou dizer que foram apanhados 3 toxicodependentes é exactamente a mesma coisa.

Tuesday, July 24, 2007

No meio das férias...

Ora bem malta...im back das férias...tipo cruzeiro, começa e tal, depois para, depois férias outra vez, agora novamente parado e de volta ao trabalho/emprego/hospital/hóspicio ou o que se quizer chamar, o importante é que continuamos a pedir alta mas a porra dos médicos não fazem nada.

Em resumo e de volta à acção ou ao "terreno" como dizem os mais entendidos na matéria, um regresso em grande:

- reunião mal marcada
- aula de matemática
- puto com febre
- aquilo que não pedi está feito
- aquilo que pedi está por fazer
- aquilo que deviam ter validado não validaram
- aquilo que validaram não deviam ter validado
- aquilo que perceberam, afinal não perceberam
- aquilo que foi definido foi alterado
- o que tinha sido alterado, ainda falta definir
- a definição para alterar ainda está por decidir
- o que foi alterado, foi mal alterado
- ...quem decide para alterar?
- 580 e-mails para ler
- 500 sobre o mesmo assunto
- 60 sobre outros assuntos
- 20 de spam
- 0 recalls

Fui beber café:
- "...ai e não sei quê...estás muito queimado...."
- "...ai e não sei quê...estava mesmo à tua procura..."
- "...ai e não sei quê...preciso do excel pintado de várias cores com números..."
- "...ai e não sei quê...foste de férias?..."
- "...ai e não sei quê...ainda vais de férias?..."
- "...ai e não sei quê...tás de férias?..."

Regressei do café:
- "...temos um problema...."
(mas será que esta gente não percebe que há sempre a porra de um problema!)

- "...temos um berbicaxo para resolver...."
(o meu preferido, a diferença para a anterior é que a palavra berbicaxo dá um aspecto mais exótico à coisa)

- "...preciso de tomar uma decisão..."
(pensei eu...será que me vai perguntar altura da ponte para se suicidar??...nopes....)

- "...tava mesmo à tua espera para ver isto..."
(sim por que na minha ausência as pessoas andam com os olhos fechados)

- "...nem te digo mais nada, ora lê-me este fax..."
(as pessoas adoram opera e eu adoro ler faxes em voz alta)

- "...já me estou a passar com isto..."
(que bom, bem passado é melhor!)

- "...já não sei o que fazer..."
(xixi já fez?)

Almoço...filhos de galinha com casca batidos, com fiambre do porco e queijo da vaca, água da torneira, farinha com água e fermento cozido em forma oval e mistura de frutas partidas de várias arvores de frutos seguido de "grões" de café muito moidos com água da torneira a "frover" dentro de uma chavena com uma asa do lado de fora, tudo isto por 4 euros e 10 centimos e a senhora ainda me disse "...pode-se sentar que eu chamo"....10 minutos depois o meu nick name foi desvendado " ..Sr. AmbrósioOmolete..."....sim sou eu!


Depois do almoço:
- idem idem aspas aspas
- frases com nexo
- frases sem nexo
- frases sem anexo e com nexo
- acho que nexo está mal escrito
- divagações transcendentais

Hora da saida:
- "...já te vais embora..."
(não vou ficar cá hoje a dormir, vou só a casa virar a omolete que começei a fazer de manhã e já venho)

- "...tenho uma coisa urgente para tratar...."
(INEM = 112)

- "...tenho em linha o Dr. Eng. Arq. MBA GTI PHd 16v não sei qué da Silva com muita urgência"
(diga que a oficina fecha às 18h para limpeza)


Buscar os putos:
- Puto com febre
- Twin 1 cóstipada
- Twin 2 qé iri jantar fora

Jantar fora:
- Multibanco fora de serviço!

Casa:
- a chave ficou no carro

Carro:
- não encontro a chave do carro

Correio:
- a chave ficou no carro

Em casa:
tocam à porta: " trim trim..."
eu : quem é?
zz: "é do sapo"
eu: "venha amanhã o zoo fecha às 18h00"

Resultado final:
Para primeiro dia foi um dia calmo, nada de anormal tudo controlado, com DDR de pills para tensão, alucinações, dores de cabeça, dores de dentes, enxaquecas, vozes do além e etc agora está perfeito.

Thursday, July 12, 2007

CRM - Geometrias imperfeitas

Era uma vez vários pontos que resolveram arrancar com um projecto chamado circulo, que como muitos outros circulos, tinha um inicio e um fim, onde o fim iria terminar no inicio, com base em circulos já existentes.

Dado que este circulo estava já a ser desenhado mas não concluido, outro grupo de pontos resolveu começar um outro projecto chamado "o quadrado", como objectivo de gerir e sustentar o circulo em todos os seus aspectos.
Na prática é preciso um quadrado para "acentar" o circulo:

O grupo de pontos que desenhava o circulo, desenhava-o progressivamente à medida que ia conhecendo outros circulos, absorvendo-os.
o grupo de pontos que desenhava o quadrado olhava para outros circulos já existentes e que acabariam por desaparecer.

Terminado o desenho do circulo, o grupo de pontos perguntou pelo quadrado e o resultado:
Conclusão:
A tecnologia resolve várias questões, desde que estejam previamente identificadas.
...agora já não queremos um quadrado, afinal queremos um hexagono.
Haja paciência.

Monday, July 2, 2007

SpiderMan

Your results:

You are Spider-Man

You are intelligent, witty, a bit geeky and have great power and responsibility.

Click here to take the "Which Superhero am I?" quiz...

Saturday, June 16, 2007

O saco

Basicamente estamos naquela fase do saco de pancada. Fase esta que deve ser como as fases da lua, vao mudando consoante o momento e consoante a necessidade.
Nao basta os problemas que se criam e resolvem, mas também o tempo que isto consome.

Se houver alguma boa noticia, algures no mundo, sem que esta se torne num problema para resolver ou em mais um set de pancada façam-me o favor de me dizer, é que estava mesmo a precisar.

Thursday, May 31, 2007

Tip

"Toma banho, penteia-te, lava os dentes, não fumes, não olhes para a camara e responde a tudo o q t perguntarem mesmo q nao t apeteça, nao adormeças e vem ter comigo depressa"

...e vamos para intervalo.

Thursday, May 17, 2007

Definitivamente...

...apaixonado.

Monday, May 14, 2007

Ora bem...

Lembram-se daquela parte do "Há coisas que mudam, mas outras nunca mudam"?

Bom e que tal..."Há coisas que mudam e outras que se pensa que mudam"?
...e aquelas ainda...que nunca mudaram mas pensam que mudaram?

Realmente o "ego" é "merdavilhoso", transforma o que nunca foi perfeito nem exemplo, numa especie de "forma de bolos"...o modelo é o mesmo mas o conteúdo continua a sair queimado.


Friday, May 11, 2007

Wednesday, May 2, 2007

Casa do México?

Ora bem...começando pelo fim...esqueçam esta coisa a que se chama "Casa México" apelidada de resturante/bar em Lisboa.

Da penúltima vez que lá fui disse para mim mesmo...foi a última vez que aqui vim, mas na falta de melhor alternativa voltei ao referido local.

A experiência começa pela reserva via telefone, que após ter repetido o meu nome umas 30 vezes lá ficou registado o meu nome em versão mexicana, mas paciência.

Após ter chegado ao restaurante (onde referi que tinha uma reserva em meu nome - versão mexicana) a empregada, muito atenciosa, fez questão de me dar e quase me obrigava a ler as 4 ementas (iguais), tendo em conta que eu tinha referido que apenas precisava de 2.

...depois do pedido começa o pesadelo:

Margaritas
Muito más, sabor estranho, muito ácidas e com mau aspecto.
Após ter reclamado com a empregada, foi informado que:
- ainda ninguem tinha reclamado;
- as margaritas vem todas do mesmo jarro (estranho);
- o sabor estranho era porque estava a beber a primeira margarida;
...e tchau.

O prato...Filé catrapim poin poin (algo do tipo)
(batatas fritas às gomas, um broculo, um bife, congumelos e molho)

- As batatas tal como eu gosto e toda a gente penso eu...tostadinhas por fora e cruas por dentro;

- O broculo...perfeito...acabadinho de sair do frigorifico....congelado por dentro (sim congelado mesmo!) e friinho por fora...uma verdadeira especialidade mexicana, muito famosa devido às plantações de broculos nos desertos perto das fronteiras;

- O bife....perfeito...perfeito...vivo por dentro...tostadinho por fora...tipo mesmo tostadinho...mesmo mesmo....tipo a faca a dobrar e coisas do tipo.

- Os cogumelos...óptimos...pretos e moles como eu gosto (seriam mesmo cogumelos?).

A bebida extra (dado que a margarita estava má)
(coca cola em lata)
- optima

Sobremesa
medo...nem vi a carta.

Resumindo, não reclamei porque tinha medo de ser o primeiro e como ainda ninguem tinha reclamado podia correr o risco de ser mal tratado pela empregada.

Quando levantei-me para pagar o curto dialogo com a empregada foi algo do tipo:
Empregada: sente-se que eu levo a conta
Eu: não é preciso eu pago já

Empregada: não...sente-se que eu levo a conta
Eu: não é preciso, tenho que fugir deste pesadelo rapidamente

Conclusão:
Parece ficção mas foi pura realidade.
De lamentar o péssimo serviço e a qualidade, ou falta dela, das refeições;
De lamentar que uma "reclamação" tenha se tornado numa "piada"
De lamentar a falta de educação da referida empregada;

Definitivamente um sitio a não voltar.


Saturday, April 28, 2007

One more...

...dia com alguma dificuldade em encontrar o equilibrio, mais um em que o sono se traduz num percurso rodoviário com várias paragens.

Venha a caixa das bananas.

Friday, April 27, 2007

Porque é que...

...algumas pessoas optam pelo caminho inconsciente, emocional e irracional do facilitismo, sem ver e ouvir o que as rodeia?

Eu nao sei.

Status

Mal disposto, farto e cansado.
...só coisas boas.

Monday, April 23, 2007

e continuo...

...na idade dos porques!

Eis a estatistica de hoje:

353 - foi a quantidade de vezes que hoje utilizei a palavra "Porque"
11 - foi a quantidade de vezes que repeti num espaço de 11 segundos a mesma palavra sem qualquer outra a intercalar "Porque"
11 - foi a quantidade de segundos que utilizei abusivamente da palavra "Porque"
1 -foi a quantidade de vezes que alguem me respondeu utilizando a mesma palavra "Porque"

e o dia ainda nao terminou...

Sunday, April 22, 2007

Voltei..


...à idade dos porques

Thursday, April 19, 2007

Uma nova forma de pensar

A situação que tive hoje a tratar deve-se ao facto de determinadas questões, que embora sejam faladas, deverão de certa forma ser tratadas de uma forma exacta, resolvendo não só a problemática da mesma, mas como a forma que elas surgem, quer sejam elas derivadas de questões ambiguas ou questões que se relaccionam entre si e acabam por se tornar paradigmas tomando formas indefinidas e improváveis. Assim, desta forma, uma situação que por vezes se torna inconsciente e inexplicável pode em momentos ser razão de algumas situações se cruzarem no tempo e no espaço sem que qualquer equação cientifica ou moral explique o nascimento da mesma.
A situação em si efectivamente é derivada de outras situações, que em si, resultam numa situação.


Conclui-se então que existe uma situação.


in Reunião da reunião para resolver a situação

Friday, April 13, 2007

Descanso...

...precisa-se...a bom preço.

Monday, April 9, 2007

Dialetos de ternura

Em cada beijo, há uma frase, em cada frase há um verso
Em cada verso há um lado do lado inverso
De uma história que asombra a memória
Da leveza irrisória de uma conquista notória
Faço V de vitória, porque hoje eu sou rei
Ao lado da rainha com que sempre sempre sonhei
Foi por isto que esperei em cada noite que amei
Ou pensei que amei, porque é agora que eu sei
A razão da palavra consagrada
Que tanta gente dá á toa, em troca de quase nada
Ela não tá espantada, pelo contrário relaxada
Revê-se na expressão da expressão enamorar
E diz-me...

Lyrics By Da Weasel

Wednesday, March 28, 2007

À 4ª, a quarta é de vez?

Sunday, March 25, 2007

Radical!


Capuchiiiiiiiiiiiiiiiiiiinho!!!!!!!

Thursday, March 22, 2007

State of Mind..

...em pleno pantano a ler o livro em branco à procura de um solução de um destino...sei lá bem à procura de que.

Sunday, March 4, 2007

Deep Inside




















Odeio estes dias, dias sem te sentir e sem te ouvir.

Friday, February 23, 2007

Trip

Uma viagem alucinante.

Sentado no inicio de uma viagem, silenciosa que se transformou num saco de pancada, num bolo de coisas que simplesmente merecia ou não merecia ter, ouvir ou sentir.

De pé numa viagem, em que o peso das palavras mostram e transformam o que realmente não se vê, ou se vê ou não se quer ver ou mostrar...não sei.

Novamente sentado no fim de uma viagem, com uma teia de palavras que em expiral bloqueiam qualquer acto ou acção.

Como em todas as viagens, no fim ficam as memórias, neste caso ficaram as palavras.

Tuesday, February 20, 2007

Feeling...

...happy?

Para simplificar o complicado...sem dúvida.

Thursday, February 8, 2007

Power of the mind

Interpretações, traduções, deduções e textos à medida.

A partir de hoje mais um serviço disponivel, entregas em 24 horas.

Sunday, February 4, 2007

Pump

Água quente...muita água ao som de uma melodia do mais foleiro possível num ambiente vermelho vaporento serviu para aquecer para resfriar para abrandar para simplesmente desligar-me da pergunta sem resposta da resposta sem pergunta da piada com piada da piada sem piada da paciência com ciência e da ciência que continua a não explicar a falta paciência que vai e vem vai e fica e quando fica não vai.

Um simples dia não.

Wednesday, January 31, 2007

of the day

The truth is more important than the facts.

Frank Lloyd Wright

24 H - Serie 7 - A short long trip


Lisboa 29/01

@20:30
Tudo começa com:
"...lamento mas não vou poder ir consigo, por isso vai o meu colega" (pânico)
@20:52
LA: "...linha apoio travel..., em que posso ajudar"
ME: "...quero mudar o nome da reserva"
LA: "...vamos ver se é possivel já ligamos" (deve ser deve)
@21:30
CO: "Olá fala o outro colega, tudo confirmado?" (a solução)
ME: "nopes, aguardo contacto da travel...." (z z z z)
@21:32
O telefone toca, eu atendo…mas ninguém fala….(medo)
@21:52
LA: "...linha apoio travel..., em que posso ajudar"
ME: "liguei à 1 hora e ainda estou à espera….”
LA: "...pois nós ligamos mas ninguém atendeu" (treta)
ME: "corriga pf…eu atendi mas ninguém falou!”
LA: "…pois, então informo que não é possível alterar o nome da reserva…" (dahh?!)
ME: “solução?”
LA: “…vai ao balcão da TAP e compra 1 ticket que eu faço aqui a reserva”
….
ME: “ok…how much ida e volta?”
LA: “Quinhentos e…. €”
ME “Quinhentos ?!?! e sem a massagista holandesa, sem o espectáculo de dança do ventre em pleno voo é mais barato?” (…pensei eu…mas não disse!)
@22:20
ME : “colega está tudo confirmado e controlado” (deve ser deve)
CO: “ok…então até amanhã”
@22:25
FI: “Ok…pede a factura em nome da empresa...no aeroporto há um quiosque da travel…pode ser que seja + barato”
ME: “está bem vou lá agora”
@23:10 (Aeroporto de Lisboa)
ME: “Desculpa. Onde fica o balcão da travel…?”
Segurança: “ Oi ?!”
ME: “esqueça eu procuro” (Oi?!?!)
@23:20 (Aeroporto de Lisboa)
Não existe balcão da travel….
@23:25 (Aeroporto de Lisboa)
Balcão da TAP fechou às 23h00, só abre às 6h00 (medo)
@23:55 (Aeroporto de Lisboa)
Despertador com 15 alarmes seguidos para acordar entre as 5 e as 5:30 da matina

Lisboa 30/01

@06:04
Acordei…o despertador não me acordou
@06:15
ME: “Onde estou mesmo?”
@06:17
ME: “um táxi por favor prá qui!”
Autocoo: “vai a caminho 5 minutos”
@06:22
Desço a escada, por acaso passou um táxi passa a alta velocidade
@06:32
ME: “a porra do táxi vem a que velocidade?? 10km/h ??”
Autocoo: “já ai esteve e não estava ninguém, vou mandar outra vez” (aos gritos)
@06:38
Chega o táxi.
Taxista vai a rezar furioso até ao aeroporto
@06:42
Chego ao aeroporto, não dou grojeta e bato com a porta do táxi (toma!)
@07:15 (embarque)
CO: “Não diga isto a ninguém, mas é a minha primeira vez de avião”
ME: “Não há problema, quase ninguém utiliza os saquinhos de enjoo portanto esteja à vontade”
@07:30 (take off)
“this is the captain speaking…bad weather blah blah…have to wait 30 min”
@08:10
Take off, CO não estreiou os saquinhos.

Madrid
30/01

@10:00 (aeroporto de barakas) (Local Time GMT+1)
“this is the captain speaking…a manga (passagem do avião para o terminal) está broken…have to wait”
@10:10 (aeroporto de barakas)
“this is the captain speaking…I love mangas…and thanks for flying with TAP”
@10:11 @Balcão TAP (aeroporto de barakas)
ME: “quero apresentar 1 reclamação…a dança do ventre não foi realizada” (pensei mas não fiz)
@10:12 (aeroporto de barakas)
Onde é a “smoking área???”
@10:15 (aeroporto de barakas)
Smoking na rua…
@10:17
Dou morada ao taxista ele diz “ok”
@10:23
Taxista para no autoestrada, liga o GPS, introduz a morada e “segue a setinha” vermelha
@10:23 ½
ME: “Estamos lixados”
@10:25
ME “Então que tal a primeira vez?”
CO: “..e tal…e depois abanou…e a nuvem…e qdo inclinou…e….”
ME: (não tarda…está a pedir-me um saquinho de gomas)
@10:35
Chegamos
@13:35
Almoço
bife = fatia de fiambre
@18:40
Partimos
@20:25
Take off


@20:30 (Lisboa)
Chegamos (GMT -1)
CO: “..e tal…e depois abanou…e a nuvem…e qdo inclinou…e….”
ME: “até amanhã”


A Frase do dia: “TAP its a member of Star Aliance…thank you for flying with us”


Pensamento do dia: “o que é que falta acontecer?!?”

Sunday, January 28, 2007

Wednesday, January 17, 2007

to say or not to say

...not to say and let it flow.

Saturday, January 13, 2007

Frases


«Não acredito que quando se encontra alguém se seja alguma vez completamente honesto.
Há sempre partes de nós que não entregamos. Acredito que precisamos sempre daquele lugar onde estamos apenas nós, com os nossos pensamentos, sem o julgamento de ninguém»

Alicia Keys in «The Guardinan»

Friday, January 12, 2007

Idle

E assim chegou ao fim uma semana demoniaca...tou simplesmente cansado.

Cansado de estar cansado e de acompanhar situações básicas de resolver que tanto me espantam pela sua constante reincidencia, mas enfim...por um lado cansado por outro missão cumprida.

Navegou-se durante a semana com uma nuvem cinzenta povoando o sistema, um ipod constante a debitar pensamentos, ideias e soluções sem espaço para outras situações, quase como um desligar da realidade e um mergulhar num saco que não tem fundo...e continua tanto por fazer.

Hoje o dia foi mais que cinzento e o que realmente me apetecia fazer como alternativa à "onda" era simplesmente...fechar os olhos e sonhar durante umas horas.

Muito fixe.

Bjs. e abraços,

Thursday, January 11, 2007

SWAT

...e ainda falta sexta-feira.

Se sobreviver a esta semana, sobrevivo ao resto, dizia eu na segunda-feira.

2+2=4,1...não estamos mal...



Wednesday, January 10, 2007

and again...age

"Age is not a particularly interesting subject. Anyone can get old. All you have to do is live long enough."

Monday, January 8, 2007

Sô Dôtora...

...nem um embrulho de palavras chega para te explicar o óbvio.

Thursday, January 4, 2007

Um dia...logicamente normal

Resta definir o que eu realmente considero normal ou ainda perceber o porquê de tentar perceber tudo e todos ou achar que tudo tem que ter uma explicação lógica...a lógica das coisas...volto à teoria dos comboios...nada existe tudo se encaixa...pura lógica.

Acelarações impróprias, silêncios ruidosos, palavras do momento, momentos sem palavras e tudo tem uma lógica.

Foram precisos 29 anos, qual é a porra da lógica?



Tuesday, January 2, 2007

2007...

...já começou.